Sistema pré-pago de gás residencial é apresentado no Rio Automação 2015 - NetSeg

Sistema pré-pago de gás residencial é apresentado no Rio Automação 2015

Governo | 2015-05-29

Princípios básicos da instrumentação nas novas tecnologias e sistemas integrados de wireless foram outros temas debatidos no evento que ocorre no Rio de Janeiro.

Da defesa pelos princípios básicos da instrumentação nas novas tecnologias, passando por modelos integrados de wireless para plataformas de petróleo e até um sistema pré-pago para compra de gás residencial. Estes e outros assuntos permearam os debates do Rio Automação, promovido pelo Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), nos dias 25 e 26 de maio, no Rio de Janeiro.

Com o tema “Trazendo o Novo e Resgatando os Fundamentos da Instrumentação e Controle”, o evento foi aberto na segunda-feira com uma palestra do engenheiro de automação da Petrobras, Alexandre Maia. Direto de Cingapura, ele falou sobre como utilizar conhecimentos antigos para a solução de problemas novos, oriundos da adoção de tecnologias mais modernas. “As novas tecnologias buscam trazer soluções para problemas antigos, mas em algumas situações, utilizar os conhecimentos prévios e já consolidados podem simplificar tudo”, disse.

Entre os destaques do primeiro dia, chamou atenção do público a apresentação de um sistema pré-pago para compra de gás residencial. A novidade faz parte de um projeto de pesquisa desenvolvido pelo estudante Fernando de Oliveira, da Universidade Federal do ABC.

O sistema, que é dividido em três partes, calcula a vazão do gás e possui uma válvula que abre e fecha de acordo com a disponibilidade de crédito do cliente. Segundo a orientadora do projeto, Denise Consonni, entre as vantagens para o consumidor está o maior controle dos gastos mensais, além de uma tarifa diferenciada que seria cobrada pela distribuidora.

O Congresso teve ainda palestras do diretor de vendas da Honeywell, Jim Alipperti; do analista de sistemas sênior da Petrobras, Ismael Humberto Ferreira dos Santos; da gerente de projetos da White Martins, Rejane Jardim; e de Marcos Peluso, da Emerson. A instrumentação e suas implicações no Big Data, o futuro das operações com o wireless e as atividades remotas em plantas não assistidas foram outros assuntos debatidos no encontro.

“Os debates sobre temas de tamanha relevância contribuem na busca pela excelência desse segmento”, destaca o gerente executivo de Gestão do Conhecimento do IBP, Raimar van den Bylaardt.

O Congresso Rio Automação é realizado a cada dois anos com apoio técnico da Comissão de Instrumentação e Automação do IBP, que reúne os principais nomes do setor e discute assuntos pertinentes ao segmento no setor de óleo e gás.